Dívidas como sair?

Dívidas como sair?

Dívidas – Como sair?

Dívidas são um problema social, afeta o emocional do devedor, com consequências graves na família e na saúde. Mais existe saídas, a solução é lenta porque exige um processo demorado de renegociação e sobretudo de aprendizado de técnicas de como fazer. Organizar e aprender. São os primeiros passos, quando estiver organizado, definir por prioridades. Como qualquer problema, antes de tentar resolver, é preciso conhecer.” Faça você mesmo”.

60% das famílias brasileiras têm algum tipo de dívida, aponta pesquisa da CNC – Confederação Nacional do comércio

As principais dívidas

Os dados incluem as dívidas com cheque pré datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguro, além de contas de consumo, tais como energia, água, internet, etc. O importante para sair do círculo vicioso de dívidas, é fazer uma análise definindo prioridades, do tipo: urgente, essencial e importante.

 A Indústria da Dívida

Empresas especializadas que renegociam suas dívidas, ficando com a maior fatia, são empresa legalmente constituídas que prestam um serviço que pode e deve ser feito por você mesmo, bastando somente estudar e aprender primeiro. Um exemplo: Se você tem uma dívida de R$1.000,00 e você contrata uma empresa, eles conseguem quitar sua dívida por R$100,00 e te cobram R$400,00. Dessa forma, é como você estivesse quitando sua dívida por 40% do valor original. Não é milagre, o que o negociador faz é conversar com o credor (dono da dívida), e descobrem, “qual o mínimo que o mesmo aceitaria receber e de que forma, simples assim.

Faça Você Mesmo

Você pode seguir o passo a passo estruturado de como essas empresas fazem para quitar sua dívida por entre 10% a 20% do valor original, sempre que você tivesse alguma possibilidade de voltar a se endividar e nunca mais precisaria contratar uma empresa dessas. Ajudando inclusive seus familiares! A própria CERASA, orienta como fazer para ajudar a quem estar endividado a sair, se organizando em passos, veja:

1 – Anote tudo

2 – Crie metas

3 – Organize o orçamento (todo dinheiro disponível para pagar as contas)

4 – Converse com a família

5 – Corte gastos desnecessário (mesmo os de baixíssimo valor)

6 – Busque uma renda extra

7 –Negocie com os credores

8 – Priorize as dívidas com juros maiores

9 – Pesquise antes de comprar

10 – Faça uma auto avaliação – (Como aconteceu o descontrole)

Os passos acima são suficientes, são os mais importantes, porém o essencial é nunca mais voltar a enfrentar situação semelhante, aprenda, planeje-se. “Se poupar tudo dar”.

Sobre o Autor! Antonio Almir Viana – Especialista em Gestão, atuou por mais de trinta anos como gerente de crédito e empreendedor no seu próprio negócio.

 

Envie seu comentário